UNESCO

Tradutor

sexta-feira, 15 de agosto de 2014

DESMISTIFICAÇÃO DE QUIMBANDA PARA OS LEIGOS



Quimbanda existe já à muitos milhares de anos extraída do Candomblé. Ela já existia nas tribos de África  quando se dava a escravatura dos negros através do tráfico humano para serem escravizados através dos europeus. Na descoberta de novos mundos para serem colonizados, estes irmãos de cor foram colocados como mercadorias de  venda pela Europa como escravos de trabalho, não tendo qualquer direito à vida como seres humanos. Ao começarem a ser traficados já nas terras santas, aparece na bíblia a libertação dos povos hebreus, etc, até chegar à altura das guerras e conquistas de  roma. Mesmo na altura da vinda de Jesus ao mundo, os escravos eram  escravizados para o uso liberal dos senhorios. Mais à frente na história, até na península ibérica, foram escravizados para o mesmo feito, sendo depois  transformados em remadores de barcos, chamados de barcos negreiros, que eram usados no transporte de mercadorias entre a Europa e o continente  americano, onde havia escalas entre as ilhas para  renovar o abastecimento de água, frutas e comida, que anos mais tarde se vem a  conhecer por Arquipélago dos Açores, nascendo, deste modo,  o cristianismo acentuado.
A Quimbanda ainda hoje não é reconhecida pelo Brasil como religião, mas já é reconhecida nos Açores.
Retomando à definição de Quimbanda, ela é  conhecida como quem representa espíritos do diabo mas não há nenhum registro que ela tenha saído da católica, pois foi o cristianismo que criou os diabos ou demónios graças às mortes em alta escala mundial através das cruzadas e da inquisição, razão pela qual dizem  que a Quimbanda é do diabo. É preciso ter consciência que a nossa religião vem das matas virgens de África e arredores, sendo assim, tal como Deus se manifestou em locais virgens para os ditos Profetas que ao longo dos anos foram instruindo a palavra de Deus que foi roubada por Roma que se titula a grandiosa. Se virmos bem o nome  - Igreja Católica Apostólica Romana -  não inclui a palavra religião, mas na verdade quem matou Jesus foram os romanos com a votação do povo. Para poderem continuar a receber impostos foi criada a Igreja Católica Apostólica Romana e colocado o dízimo ao povo se quisessem seguir as passadas de Jesus na Terra .

Nota : se repararem mais de 80% dos Exus são negros, por isto são vistos como demônios, ou seja, aparenta que mesmo depois de descarnarem são obrigados a serem escravos da praga humana, que é muito triste se ver isto e só  tem um nome  a dar RACISMO.

O JORNALISTA: SACERDOTE CARLOS DIAS

Sem comentários:

Enviar um comentário